#Palavras do Pai

Frutos e Frutos

marotos

Acho que todos aqui já devem ter plantado uma árvore, ou visto, mesmo que de longe, o crescimento de uma. Nenhuma delas cresce sozinha. Ela não nasce pronta. Para ela se tornar uma árvore frondosa e linda, é preciso primeiro plantar a semente, depois regá-la, ver sua semente morrer para germinar, criar raízes, ver o nascer de seus primeiros galhos e aí sim, ela gerará frutos.

Nós somos como árvores diante de Deus. Precisamos matar o nosso eu diariamente para que possamos germinar, criar nossas raízes nEle, sermos regados pela Fonte de Águas Vivas a cada dia e após isso, gerarmos vida!

Ninguém, eu disse NINGUÉM nasce pronto. Ninguém nasce amadurecido na fé. Ninguém nasce 100% santo, perfeito no Evangelho. Precisamos estar sempre atentos e vigiando para que o Diabo não roube de nós a semente do Evangelho de Cristo, e com isso, nossos frutos.

Depois de algum tempo com Ele, é impossível não haver mudança: de pensamentos, de atitudes. Mas pense bem: o seu amadurecimento não te dá direito de julgar aqueles que ainda vivem a fase das sementes. Você também passou por essa fase. Entenda que o Pai não precisa de gente que julgue os seus pequeninos, e sim de quem os regue na fé e os ajude a dar seus bons frutos.

Quando acreditamos estar prontos, perfeitos e santos, negamos a Sua Graça, que nos alcança independente do nosso estado. Nunca estaremos tão amadurecidos ao ponto de não sermos abraçados por Seu amor. O objetivo do amadurecimento não é criticar os que estão em outros estágios, e sim ajudá-los, inclusive porque até chegarmos a estatura de varão perfeito vai demorar hein…

Os frutos são consequência de vida com Deus, e não: eles não precisam ser reconhecidos por ninguém. Uma árvore não deixa de frutificar só porque ninguém está vendo ou prestando atenção nela, mas ela precisa de seus frutos para ser reconhecida. Ela frutifica independente do que é alheio a ela, então não se preocupe se você tem dado frutos “invisíveis” aos olhos das árvores que se dizem tão maduras, mas que carregam frutos podres em seus galhos.

Preocupe-se em dar bons frutos pro Reino e em ser reconhecido, somente por Ele, como Filho de Deus.

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s