#Palavras do Pai

DIA 37 E 38

Partilhando sua mensagem de vida

Quem crê no Filho de Deus tem o testemunho de Deus nele. 1 João 5:10a; gwt

 

A vida de vocês ecoa a Palavra do Senhor […] as notícias sobre sua fé em Deus são conhecidas. Já não temos que dizer mais nada — vocês são a mensagem!

1 Tessalonicenses 1.8; Msg

Deus lhe deu uma mensagem de vida para partilhar.

Quando você se tornou cristão, da mesma forma se tornou men­sageiro de Deus. Deus quer falar ao mundo através de você. Paulo disse: [Nós] falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus.1

Você pode sentir que não tem nada para compartilhar, mas isso é apenas o Diabo tentando mantê-lo em silêncio. Você tem um depósi­to de experiências que Deus deseja utilizar para trazer outras pesso­as para a família que é a igreja. A Bíblia diz: Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho.2 Sua mensagem de vida está dividida em quatro partes:

•    Seu testemunho, a história de como você iniciou um relacio­namento com Jesus.

•    Suas lições de vida. as mais importantes lições que Deus lhe ensinou.

•    Suas paixões de origem divina: as questões pelas quais você mais se interessa, segundo a forma que Deus lhe deu.

•    As boas-novas, a mensagem da salvação.

Sua mensagem de vida inclui seu testemunho. O testemunho é a história de como Cristo foi importante na sua vida. Pedro nos diz que fomos escolhidos por Deus para fazer sua obra e falar por ele, a fim de dizer aos outros, noite e dia, a diferença que ele fez para vocês.3 Esta é a essência do testemunho: simplesmente partilhar suas experiências pessoais no que diz respeito ao Senhor. Em um tribu­nal, não se espera que a testemunha debata o caso, comprove a verdade ou insista em determinado veredicto. Esse é o trabalho dos advogados. A testemunha simplesmente conta o que lhe aconteceu ou o que viu.

Jesus disse: [Vocês] serão minhas testemunhas, 4  e não “Vocês se­rão meus advogados”. Ele quer que você conte sua história para os outros. Dar seu testemunho é uma das partes principais de sua mis­são na terra, porque é original. Não há outra história exatamente igual à sua, então somente você pode contá-la. Se você deixar de partilhá-la, ela será perdida para sempre. Você pode não ser um estudioso da Bíblia, mas é uma autoridade quando se trata de sua vida; também porque é difícil argumentar com uma experiência pes­soal. Na prática, seu testemunho pessoal é mais eficaz que um ser­mão, porque as pessoas que não crêem vêem os pastores como ven­dedores profissionais, mas vêem a você como um “cliente satisfeito”; logo, lhe dão mais credibilidade.

Histórias pessoais também são mais fáceis de relatar do que prin­cípios, e as pessoas adoram ouvi-las. Elas captam nossa atenção e ficam em nossa memória por mais tempo. Os incrédulos pro­vavelmente perderiam o inte­resse se você começasse a citar teólogos, mas têm uma curiosi­dade natural sobre experiên­cias que nunca tiveram. Histó­rias compartilhadas criam uma ponte de relacionamento por onde Jesus pode atravessar de seu coração para o delas.

Outro mérito do testemunho é o fato de ele contornar as defesas intelectuais. Muitas pessoas que não aceitariam a autoridade da Bíblia irão dar ouvidos a uma modesta história pessoal. Foi por isso que, em seis ocasiões distintas, Paulo usou seu testemunho, em vez de citar as Escrituras.5

A Bíblia diz: Estejam sempre prontos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm. Contu­do, façam isso com mansidão e respeito.6 A melhor forma de “estar­mos preparados” é escrever nosso testemunho e então decorar os pontos principais. Divida-o em quatro partes:

1.   Como era a minha vida antes de conhecer Jesus.

2.   Como percebi que precisava de Jesus.

3.   Como comprometi minha vida com Jesus.

4.    A diferença que Jesus faz na minha vida.

Você logicamente tem muitos outros testemunhos, além do relato de sua salvação. Você tem um relato para cada experiência na qual Deus o auxiliou. Você deve fazer uma lista de todos os problemas, circunstâncias e crises das quais Deus o salvou. Então seja sensível e utilize o relato que melhor se relacione com seu amigo incrédulo. Situações diferentes pedem testemunhos diferentes.

 

Sua mensagem de vida inclui suas lições de vida. A segunda parte de sua mensagem de vida são as verdades que Deus lhe ensinou a partir de suas experiências com ele. Existem lições e discernimentos que você aprendeu sobre Deus, relacionamentos, problemas, tenta­ções e outros aspectos da vida. Davi orou: Deus, ensina-me as lições da vida, para que eu me mantenha no curso.7 Deploravelmente, mui­tas vezes deixamos de aprender com várias coisas que nos acontecem. Sobre os israelitas, a Bíblia diz: Repetidas vezes Deus os resgatou, mas eles nunca aprenderam até que finalmente seus pecados os destruíram.8 Você provavelmente já conheceu pessoas assim.

Embora seja sábio aprender com nossas experiências, é ainda mais sábio aprender com as experiências dos outros. Não há tempo sufici­ente para aprender tudo na vida por tentativa e erro. Devemos aprender com as lições de vida dos outros. A Bíblia diz: Quando alguém está que­rendo aprender, o conselho de uma pessoa experiente vale mais do que anéis de ouro ou jóias de ouro puro.9

Escreva as principais lições de vida que aprendeu, para que pos­sa partilhá-las com os outros. Devemos ser gratos a Salomão por tê-lo feito, pois ele nos deu os livros de Provérbios e Eclesiastes, os quais estão repletos de lições práticas de vida. Imagine quantas frus­trações inúteis poderiam ser evitadas se aprendêssemos com cada lição de vida das pessoas que nos cercam.

Pessoas maduras desenvolvem o hábito de extrair lições das ex­periências do dia-a-dia. Eu o encorajo a fazer uma lista de suas lições de vida. Você não deve ter tido a oportunidade de ponderar a respeito delas, a menos que as tenha anotado. Eis algumas pergun­tas para cutucar sua memória e fazê-lo começar:10

•    O que Deus me ensinou com o fracasso?

•    O que Deus me ensinou com a falta de dinheiro?

•    O que Deus me ensinou com a dor, tristeza ou depressão?

•    O que Deus me ensinou pela expectativa?

•    O que Deus me ensinou com a doença?

•    O que Deus me ensinou com a decepção?

•    O que aprendi com minha família, minha igreja, meus relaci­onamentos, meu grupo pequeno e com os que me criticam?

Sua mensagem de vida inclui partilhar as paixões que Deus lhe deu. Nosso Deus é um Deus apaixonado. Ele ama apaixonada­mente algumas coisas e apaixonadamente detesta outras. À medida que você se aproximar dele, ele lhe dará uma enorme paixão por algo que realmente importa a ele, de modo que você possa ser seu porta-voz no mundo. Pode ser uma paixão por um problema, por um prin­cípio ou por um grupo de pessoas. O que quer que seja, você se sentirá compelido a falar a esse respeito e a fazer o que estiver a seu alcance para mudar a situação.

Você não consegue deixar de falar sobre aquilo que mais lhe im­porta. Jesus disse: … o coração do homem determina o que ele fala.11 Dois exemplos disso são: Davi, que disse: O grande interesse que tenho por ti e pela tua casa arde como uma fogueira dentro de mim.12 E Je­remias, que disse: A tua mensagem fica presa den­tro de mim e queima como fogo no meu coração. Estou cansado de guardá-la e não posso mais agüentar.13

Deus dá a algumas pessoas o ardor para defender uma causa. É geralmente um problema que foi sentido na pele, como violência, vício, esterilidade, depressão, doença ou alguma outra dificuldade. Algumas vezes Deus dá às pessoas uma paixão para falar em nome de grupos que não podem falar por si sós: os que ainda não nasce­ram, os perseguidos, os pobres, os encarcerados, os maltratados, os desprovidos e os que não tiveram direito à justiça. A Bíblia está cheia de orientações para defendermos os indefesos.

Deus usa pessoas apaixonadas para impulsionar o seu Reino. Ele poderá lhe dar o ardor de começar novas igrejas, fortalecer famílias, financiar traduções da Bíblia ou treinar líderes cristãos. Você pode ter recebido uma paixão, dada por Deus, para alcançar determinado grupo de pessoas com o evangelho: homens de negócios, adolescentes, estudantes estrangeiros, jovens mães ou os que praticam deter­minado esporte ou passatempo. Se você pedir a Deus, ele fará seu coração arder por um país ou por um grupo étnico específico que precise desesperadamente de um vigoroso testemunho cristão.

Deus nos dá diferentes paixões, para que se concretize tudo que ele quer que seja feito no mundo. Você não deve esperar que alguém se entusiasme pela sua paixão. Em vez disso, devemos ouvir e valorizar as mensagens de vida uns dos ou­tros, porque ninguém tem como di­zer tudo. Jamais menospreze a pai­xão dada por Deus a outra pessoa. A Bíblia diz: É bom sempre ser zeloso pelo bem.14

 

Sua mensagem de vida inclui as boas-novas. O que são as boas-novas, ou evangelho? No evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé.15 Pois Deus estava em Cristo, reconciliando o mundo consigo mesmo, não levando mais em conta o pecado das pessoas contra ele. Essa é a maravilhosa mensa­gem que ele nos deu para contar aos outros.16 As boas notícias são que, quando confiamos na graça de Deus para nos salvar pelo que foi realizado por Jesus, nosso pecados são perdoados, passamos a ter um propósito para viver e nos é prometido um futuro lar no céu. Existem centenas de ótimos livros que ensinam a pregar o evange­lho. Posso passar uma lista de livros que têm sido bem úteis para mim (v. “Apêndice 2”). Mas nem todo o treinamento do mundo irá motivá-lo a testemunhar de Cristo enquanto você não tiver assimilado as cinco convicções expressas no capítulo anterior. O mais importante é que você aprenda a amar aos perdidos da forma que Deus os ama.

Deus nunca deu vida a uma pessoa por quem não sentisse amor. Todos importam para ele. Quando Jesus estendeu os braços na cruz, ele estava dizendo: “Eis o tanto que o amo!”. A Bíblia diz: Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos.17 Sempre que você se sentir apático sobre sua missão no mundo, passe algum tempo pensando sobre o que Jesus fez por você na cruz.

Você deve se preocupar com os que não crêem, porque Deus se preocupa. O amor não lhe dá outra escolha. A Bíblia diz: No amor não há medo; o amor que é totalmente verdadeiro afasta o medo.18 Um pai se lançaria para dentro de um prédio em chamas a fim de salvar o filho, porque seu amor por aquele filho é maior que seu medo. Se você tem medo de partilhar o evangelho de Deus com aque­les que estão ao redor, peça a Deus que encha seu coração de amor por essas pessoas.

A Bíblia diz: [Deus] não quer que ninguém se perca, mas que todas as pessoas mudem seu coração e sua vida.19 Assim que você conhece uma pessoa que não conheça a Cristo, você precisa começar a orar por ela, servindo-a com amor e partilhando as boas-novas. E, enquanto existir uma única pessoa em sua comunidade que não faça parte da família de Deus, sua igreja precisa insistir em buscá-lo. A igreja que não quer crescer está dizendo ao mundo: “Vocês podem ir para o inferno”.

O que você está disposto a fazer para que as pessoas que você conhece possam ir para o céu? Convidá-las a vir à igreja? Contar sua história? Presentear-lhes este livro? Levá-las para jantar? Orar por elas diariamente até que sejam salvas? Seu campo missionário está ao seu redor. Não perca as oportunidades que Deus está lhe dando. A Bíblia diz: Aproveitem o máximo das suas oportunidades para contar a Boa-Nova aos outros. Sejam sábios em todos os seus conta­tos com eles.20

Alguém irá para o céu por sua causa? Será que al­guém no céu poderá lhe dizer “Eu gostaria de lhe agradecer. Estou aqui porque você se importou o suficiente para me falar do evangelho”? Imagine a alegria de encontrar no céu pessoas que você aju­dou a chegar lá. A salvação eterna de uma única vida é mais importante que tudo o mais que você possa conseguir na vida. Somente as pessoas irão du­rar para sempre.

Neste livro, você aprendeu os cinco propósitos de Deus para sua vida na terra: ele o fez para ser membro de sua família, exemplo de seu caráter, alguém que engrandece sua glória, ministro de sua gra­ça e mensageiro do evangelho. Desses cinco propósitos, o quinto pode ser realizado somente na terra. Os outros quatro você continu­ará exercendo na eternidade, de uma forma ou de outra. Por isso é tão importante propagarmos as boas-novas; você só tem um curto espaço de tempo para partilhar sua mensagem de vida e cumprir sua missão.

 

Trigésimo Sétimo Dia

Pensando sobre meu propósito

Um tema para reflexão: Deus quer dizer algo ao mundo por meu intermédio.

Um versículo para memorizar: Estejam sempre pron­tos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm. Porém façam isso com educação e respeito (1 Pedro 3.15 b, 16a; ntlh).

Uma pergunta para meditar: Ao refletir sobre minha história pessoal, percebo que ela é mais adequada a essa ou àquela pessoa. Com quem Deus gostaria que eu a partilhasse?

Dia 38

Tornando-se um cristão de primeira classe

Jesus disse aos seus seguidores: “Vão pelo mundo todo e contem as boas-novas a todas as pessoas”.

Marcos 16.15; ncv

 

Assim saberemos por onde ele quer que nós andemos. Assim, todas as nações conhecerão a sua salvação!

Salmo 67.2; bv

A Grande Comissão é sua comissão.

Você tem uma escolha a fazer. Ou você é um cristão da melhor qualidade, ou é um cristão mundano.1

Cristãos mundanos buscam principalmente a satisfação pessoal. Eles estão salvos, mas são egoístas. Adoram comparecer a reuniões de louvor e a seminários edificantes, mas você jamais os achará em conferências sobre missões, porque não estão interessados. Suas ora­ções se concentram em suas próprias necessidades, bênçãos e felici­dade. É a fé do “eu primeiro”: “Como Deus pode tornar minha vida mais confortável?”. Eles querem usar a Deus para seus propósitos, em vez de serem usados por Deus para os propósitos dele.

Os cristãos de primeira classe, em contrapartida, sabem que fo­ram salvos para servir e feitos para uma missão. Eles são ávidos por receber uma missão pessoal e se entusiasmam com o privilégio de ser usados por Deus. Os cristãos de primeira classe são as únicas pessoas totalmente vivas neste planeta. Sua alegria, confiança e en­tusiasmo contagiam, porque sabem que são relevantes. Acordam a cada manhã na expectativa de que Deus opere por meio deles de formas novas. Que tipo de cristão você quer ser?

Deus o convida a participar na mais magnífica, ampla, multifor­me e importante causa da história — o seu Reino.

A história é sua história. Ele está formando sua família para a eternidade. Nada é mais importante e nada durará tanto. Por meio do livro de Apocalipse, sabemos que a missão global de Deus será cumprida. Algum dia, a Grande Comissão se tornará a Grande Con­sumação. Nos céus, uma enorme multidão de pessoas de todas as nações, tribos, povos e línguas,2 estará um dia perante Jesus Cristo para adorá-lo. Envolver-se como cristão de primeira classe lhe per­mitirá experimentar um pouco do céu antecipadamente.

Quando Jesus ordenou aos seus seguidores “irem por todo o mun­do e pregarem o evangelho a todas as pessoas”, o pequeno bando de pobres discípulos do Oriente Médio ficou pasmado. Eles deveriam ir a pé ou cavalgar pequenos animais? Era tudo que tinham para o transporte, e não existiam barcos capazes de atravessar um oceano; logo, existiam verdadeiras barreiras físicas que os impediam de ir por todo o mundo.

Hoje, temos aviões, trens, ônibus e automóveis. No final, é um mundo pequeno, que encolhe a cada dia. Você pode voar sobre o oceano em questão de horas e estar em casa no dia seguinte, se for necessário. As oportunidades para que cristãos normais, do nosso dia-a-dia, possam se envolver em missões internacionais de curta duração são praticamente ilimitadas. Cada canto do mundo está ao seu alcance — pergunte à industria do turismo! Não temos descul­pas para não espalharmos o evangelho.

Agora, com a Internet, o mundo está ficando ainda menor. Além dos telefones e aparelhos de fax, qualquer crente com acesso à Internet pode se comunicar pessoalmente com pessoas de praticamente todos os países do mundo. Todo o planeta está na ponta dos seus dedos!

Até mesmo os mais remotos vilarejos têm acesso a  e-mail, portan­to, você pode hoje entabular conversas e-vangelísticas com pessoas do outro lado do mundo, sem nem ao menos sair de casa! Nunca na história foi tão fácil cumprir a incum­bência de ir por todo o mundo. Os maiores obstáculos já não são a dis­tância, o custo ou o transporte. O úni­co obstáculo é nossa forma de pen­sar. Para ser cristão de primeira clas­se, você deve se dispor a algumas mudanças mentais. Sua perspectiva e suas atitudes devem mudar.

Como pensar como cristão de primeira classe

Troque o raciocínio egoísta pelo raciocínio altruísta. A Bíblia diz: Irmãos, não pensem como crianças. […] Sejam adultos no seu modo de pensar.3 Esse é o primeiro passo para se tornar um cristão de primeira classe. As crianças só pensam em si; já as pessoas maduras pensam nas outras pessoas. Deus ordena: Não pensem somente em seus pró­prios interesses, mas estejam interessados nos outros também.4

É claro que essa é uma mudança de mentalidade difícil de ser realizada, pois somos naturalmente voltados para nós mesmos, e quase todas as propagandas nos incentivam a pensar em nós mes­mos. A única forma de alterar esse padrão é sermos dependentes de Deus a cada momento. Felizmente, ele não nos abandona para lutar sós. Deus nos deu o seu Espírito. É por isso que não pen­samos da mesma forma que as pessoas deste mundo.5

Comece pedindo ao Espírito Santo que o ajude a pensar nas necessidades espirituais daqueles que não crêem toda vez que for falar com eles. Com a prática, você poderá desenvolver o hábito de orar silenciosa­mente, nada além de um murmúrio, por aqueles com quem se encontrar. Diga: “Pai, ajuda-me a compreender o que está impedindo essa pessoa de conhecer você”.

Seu objetivo é verificar onde os outros se encontram em sua jor­nada espiritual, fazendo então todo o possível para levá-los a co­nhecer a Cristo. Você pode aprender a fazer isso, adotando a menta­lidade de Paulo, que disse: Não estou procurando o meu próprio bem, mas o bem de muitos, para que sejam salvos.6

 

Deixe de raciocinar de forma restrita e raciocine de forma glo­bal. Deus é um Deus global. Ele sempre se preocupou com o mundo inteiro. Deus tanto amou o mundo…7 Desde o início, ele quis mem­bros para sua família de todas as nações que criou. A Bíblia diz: De um só homem ele criou todas as raças humanas para viverem na terra. Antes de criar os povos, Deus marcou para eles os lugares onde iriam morar e quanto tempo ficariam lá. Ele fez isso para que todos pudessem procurá-lo e talvez encontrá-lo.8

Grande parte do mundo já pensa de forma global. Os maiores conglomerados de comunicação e negócios são multinacionais. Nos­sa vida e a vida de pessoas em outras nações se tornam cada vez mais entrelaçadas, à medida que compartilhamos moda, entreteni­mento, música, esportes e até fast-food. É provável que a maioria das roupas que você está vestindo e grande parte do que você come hoje em dia tenham sido produzidos em outro país. Nós estamos mais unidos do que percebemos.

Estamos vivendo dias emocionantes. Atualmente, existem mais cristãos sobre a terra do que em qualquer outra época. Paulo estava certo: A mesma boa-nova que chegou até vocês está saindo pelo mundo todo. Ela está transformando vidas em todas as partes, tal como transformou a de vocês….9

A melhor forma de começar a pensar de maneira global é começar a orar por países específicos. Cristãos de primeira classe oram pelo mundo. Consiga um Atlas ou um mapa e ore pelos países por nome. A Bíblia diz: Se você me pedir, eu darei a você as nações; todos os povos da terra serão seus.10

A oração é a ferramenta mais importante na sua missão no mun­do. As pessoas podem recusar nosso amor ou rejeitar nossa mensa­gem, mas não têm defesas contra nos­sas orações. Como um míssil intercon­tinental, você pode apontar uma ora­ção para o coração de uma pessoa, esteja você a um metro ou a 16 mil quilômetros de distância.

Qual deveria ser o alvo das suas ora­ções? A Bíblia diz que devemos orar por oportunidades para testemu­nhar,11 por coragem para falar,12 por aqueles que irão crer,13 para que a mensagem se espalhe rapidamente14 e por mais obreiros.15 As orações o tornam parceiro de muitas outras pessoas ao redor do mundo.

Você também deve orar pelos missionários e por todas as outras pessoas envolvidas na colheita ao redor do mundo. Paulo disse a seus companheiros de oração: Vocês nos ajudam com suas orações.16 Se você tem interesse em sugestões para orar de forma inteligente, pelo mundo e pelos obreiros cristãos, veja o “Apêndice 2”.

Outra forma de desenvolver um raciocínio global é ler ou ver o noticiário com “olhos de quem assumiu a Grande Comissão”. Sempre que houver mudanças ou conflitos, esteja certo de que Deus irá usar tais situações para trazer pessoas a si. As pessoas são mais recepti­vas a Deus quando estão sob tensão ou em transição. Pelo fato de estar aumentando a quantidade de mudanças em nosso mundo, mais pessoas estão abertas como nunca a ouvir as boas-novas.

A melhor forma de passar a pensar de maneira global é tão-so­mente se levantar e partir para algum projeto missionário de curto prazo, em outro país! Simplesmente não há como substituir a parti­cipação ativa, na vida real, em outra cultura. Pare de estudar e dis­cutir sua missão, e realize-a! Eu o desafio a ir até o fim. Em Atos 1.8, Jesus nos deu um padrão para nosso envolvimento: [Vocês] serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra.17 Seus seguidores teriam de alcançar sua comuni­dade (Jerusalém), seu país (Judéia), outras culturas (Samaria) e outras nações (até os confins da terra). Repare que nossa comissão é simultâ­nea, e não consecutiva. Embora nem todos tenham o dom de missões, todo cristão é chamado a participar de uma missão, junto a todos os quatro grupos, de alguma forma. Você é um cristão nos moldes de Atos 1.8?

Estabeleça o objetivo de participar de um projeto missionário direcionado a cada um desses quatro alvos. Insisto com você para que poupe dinheiro suficiente e faça o que for necessário para parti­cipar de uma viagem missionária de curto prazo ao exterior, o mais rápido possível. Quase todas as organizações missionárias podem ajudá-lo nisso. Isso aumentará seu amor, ampliará sua visão, au­mentará sua fé, aprofundará seu sentimento de compaixão e o en­cherá de um tipo de alegria que você jamais experimentou. Pode ser um divisor de águas na sua vida.

 

Substitua o pensamento imediatista pelo pensamento com perspectiva eterna. Para aproveitar ao máximo seu tempo na terra, você deve manter uma perspectiva eterna. Isso irá evitar que você dê importância excessiva a questões menores e o ajudará a distinguir entre o que é urgente e o que é eterno. Paulo disse: Fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.18

Muitas das coisas em que empenhamos nossas energias já não significarão nada daqui a um ano, quanto mais pela eternidade. Não troque sua vida por coisas temporárias. Mas Jesus lhe disse: Todo aquele que se deixa desviar do tra­balho que eu planejo para ele não está apto para o Reino de Deus.19 E Paulo alertou: [Tratem] das coisas deste mundo como se não estivessem ocupados com elas. Pois este mundo como está agora, não vai durar muito.20

O que você está permitindo que se interponha entre você e sua missão? O que o está impedindo de se tornar um cristão de primeira classe? O que quer que seja, abandone-o. Afastemos de nós qualquer coisa que nos torne vagarosos ou nos atrase.21

Jesus nos disse: Acumulem para vocês tesouros nos céus.22 Como podemos fazer isso? Em uma de suas declarações mais incompreendi­das, Jesus disse: Por isso, eu lhes digo: Usem a riqueza deste mundo ímpio para ganhar amigos, de forma que, quando ela acabar, estes os recebam nas moradas eternas.23 Jesus não quis dizer que você deve “comprar” amigos com dinheiro, mas que você deve usar o dinheiro que Deus lhe deu para levar pessoas a Cristo. Eles então serão seus amigos por toda a eternidade, os quais o recepcionarão quando chegar ao céu! Esse é o melhor investimento financeiro que você pode fazer.

Você provavelmente já ouviu a expressão “Você não pode levar isso consigo” — mas a Bíblia diz que você pode enviá-lo adiante de si, ao investir em pessoas que estão indo para lá! A Bíblia diz: Fazendo isso, eles estarão acumulando um tesouro real para si mesmos no céu — este é o único investimento seguro para a eternidade! E estarão levando uma vida cristã frutífera aqui na terra também.24

 

Pare de pensar em desculpas e comece a pensar em formas criativas de cumprir seu compromis­so. Se você estiver decidido, há sempre uma forma de fazê-lo, e existem orga­nismos que irão auxiliá-lo. Eis algumas desculpas mais comuns:

• “Além do português, só sei falar in­glês”. Isso é, na verdade, uma vanta­gem em muitos países, onde milhões de pessoas querem apren­der a falar a língua inglesa e estão ávidas para praticá-lo.

•    “Não tenho nada a oferecer”. Sim, você tem. Cada habilida­de e experiência na sua formação pode ser utilizada de alguma forma.

•    “Estou muito velho (ou muito jovem)”. A maioria das organiza­ções missionárias têm projetos de curto prazo adequados a cada faixa etária.

Da mesma forma que Deus rejeitou as desculpas de Sara, quando ela disse estar muito velha para ser usada, ele também rejeitou as de Jeremias, quando este disse ser muito jovem. Não diga isso, respon­deu o Senhor, pois você tem de ir aonde quer que eu o enviar e dizer o que quer que eu diga a você. Não tenha medo do povo, pois eu estarei com você e cuidarei de você.25

Pode ser que você acreditasse ser necessário um “chamado” espe­cial de Deus e estivesse esperando alguma sensação ou experiência sobrenatural. Mas Deus já anunciou seu chamado repetidamente. Somos todos chamados para cumprir os cinco propósitos de Deus para nossa vida: adorar, ter comunhão, crescer semelhantes a Cristo, servir e sair em missão, com Deus, pelo mundo. Deus não quer usar apenas algumas pessoas; ele quer usar todas as pessoas. Somos to­dos chamados para participar de uma missão para Deus. Ele quer que toda a igreja leve todo o seu evangelho a todo o mundo.26

Muitos cristãos deixaram passar os planos de Deus para sua vida porque nem ao menos perguntaram a Deus se ele os queria servindo como missionários em algum lugar. Seja por medo, seja por ignorân­cia, eles automaticamente fecharam a mente à possibilidade de servir como missionários residentes em um ambiente de culturas diversifi­cadas. Se sua tendência é dizer não, deve checar todas as diferentes formas e possibilidades atualmente disponíveis (você irá se surpreen­der) e orar e perguntar seriamente a Deus o que ele desejará de você nos anos que se seguem. Incontáveis milhares de missionários resi­dentes são desesperadamente necessários nesse ponto crítico da his­tória, quando tantas portas estão se abrindo, como nunca aconteceu.

Se você quer ser semelhante a Jesus, deve ter misericórdia do mundo inteiro. Você não pode se dar por satisfeito apenas com sua família e amigos vindo a Cristo. Existem mais de seis bilhões de pessoas na terra, e Jesus quer achar todos os seus filhos que estão perdidos. Jesus disse: Se você insistir em salvar a sua própria vida, você a perderá. Somente aqueles que põem de lado a sua vida por minha causa e por causa da Boa Nova é que saberão realmente o que significa viver.27 A Grande Comissão é sua comissão, e fazer sua par­te é o segredo para ter uma vida de grande valor.

Trigésimo Oitavo Dia

Pensando sobre meu propósito

Um tema para reflexão: A Grande Comissão é minha comissão.

Um versículo para memorizar: Assim saberemos por onde ele quer que nós andemos. Assim, todas as nações conhecerão a sua salvação! (Salmos 67.2; bv).

Uma pergunta para meditar: Que providências posso tomar a fim de me preparar para experimentar uma mis­são de curta duração no ano que vem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s