#DEVOCIONAL (40 dias) - Uma vida com propósitos [Rick Warren]

DIA 39′

Equilibrando sua vida

Portanto, vivam com o devido senso de responsabilidade, não como homens que não conhecem o significado da vida, mas como aqueles que o conhecem.

Efésios 5.15; ch

 

Não permitam que os erros dos ímpios levem vocês pelo caminho errado e façam vocês perderem o equilíbrio.

2 Pedro 3.17; cev

 

Bem-aventurados os equilibrados, pois subsistirão mais do que todos.

Uma das competições das Olimpíadas de verão é o pentatlo. Ele é composto de cinco modalidades: tiro-ao-alvo, esgrima, equitação, corrida e natação. O objetivo do pentatlo é vencer todas as cinco, e não apenas uma ou duas.

Sua vida é um pentatlo com cinco propósitos, que devem ser man­tidos em equilíbrio. Esses propósitos foram praticados pelos primei­ros cristãos em Atos 2, explicados por Paulo em Efésios 4 e exemplifi­cados por Jesus em João 17, mas estão resumidos no Grande Manda­mento e na Grande Comissão de Jesus. Essas duas declarações resu­mem todo este livro — os cinco propósitos de Deus para sua vida:

l. “Ame a Deus de todo o seu coração”: você foi planejado para o prazer de Deus; logo, seu propósito é amar a Deus por meio da adoração.

2.  “Ame ao próximo como a ti mesmo”: você foi formado para servir; então seu propósito é demonstrar amor pelas outras pessoas por meio do ministério.

3.  “Vão e façam discípulos”: você foi feito para uma missão; então seu propósito é compartilhar a mensagem de Deus por meio da evangelização.

4.  “Batize-os em…”: você foi formado para fazer parte da famí­lia de Deus; então seu propósito é se identificar com sua igre­ja por meio da comunhão.

5.  “Ensine-os todas as coisas…”: você foi criado para se tornar semelhante a Cristo; então seu propósito é amadurecer por meio do discipulado.

Um compromisso sério com o Grande Mandamento e a Grande Comissão fará de você um grande cristão.

Manter os cinco propósitos em equilíbrio não é tarefa fácil. Todos tendemos a exagerar nos propósitos que nos despertam maior pai­xão e negligenciar os outros. As igrejas fazem a mesma coisa. Mas você pode manter sua vida equilibra­da e firme no caminho, juntando-se a um pequeno grupo para prestar contas uns aos outros, avaliando re­gularmente sua saúde espiritual, re­gistrando seu progresso em um diá­rio pessoal e passando o que apren­deu para os outros. Essas quatro atividades são importantes para um viver dirigido por um propósito. Se você prima por se manter no caminho certo, precisará desenvolver esses hábitos.

 

Converse sobre o assunto com um companheiro espiritual ou em um grupo pequeno. A melhor maneira de assimilar as idéias deste livro é discuti-las com outras pessoas no ambiente de um gru­po pequeno. A Bíblia diz: Como o ferro afia o ferro, da mesma manei­ra as pessoas podem ajudar a melhorar umas às outras.1 Aprende­mos melhor em comunidade. Nossa mente fica mais aguçada e nos­sas convicções mais intensas por meio da conversa.

Eu o exorto veementemente a juntar um pequeno grupo de ami­gos e formar um grupo de leitura de Uma vida com propósitos, a fim de rever esses capítulos semanalmente. Vocês devem discutir as im­plicações e aplicações de cada capítulo. Devem perguntar: “E daí?”, “E agora?”, “O que isso significa para mim, minha família e nossa igreja?”, “O que vou fazer a respeito disso?”. Paulo disse: Ponham em prática o que vocês receberam e aprenderam.2 No “Apêndice 1”, pre­parei uma lista de perguntas para debate para ser usadas por seu grupo pequeno ou na escola dominical.

Um pequeno grupo de leitura proporciona muitos benefícios que não podem ser alcançados somente por um livro. Vocês podem dar e receber opiniões sobre o que estão aprendendo. Podem tratar de exem­plos da vida real. Podem orar, incentivar e apoiar uns aos outros à medida que começarem a viver esses propósitos. Lembrem-se de que fomos feitos para crescer juntos, e não separadamente. A Bíblia diz: Encorajem uns aos outros e dêem forças uns aos outros.3 Após terem completado este livro juntos, em grupo, você poderá pensar em examinar outros estudos para uma vida dirigida com propósitos, disponí­veis para grupos e classes (v. “Apêndice 2”).

Também o encorajo a estudar a Bíblia individualmente. Registrei como notas ao fim do livro os mais de mil trechos da Bíblia utiliza­dos neste livro, para que você possa estudá-los em seu contexto. Leia por gentileza o “Apêndice 3”, que explica o porquê de terem sido utilizadas paráfrases e diferentes traduções. Visando a manter estes capítulos adequados à leitura diá­ria, me foi impossível explicar o fascinante con­texto da maioria dos versículos utilizados. Entretanto, a Bíblia foi feita para ser estudada por parágrafos, capítulos e até mesmo livros inteiros. O meu livro pode ajudá-lo a realizar estudos indutivos.

 

Faça em si mesmo uma inspeção espiritual periódica. A me­lhor forma de equilibrar os cinco propósitos na sua vida é fazer uma avaliação periódica de si mesmo. Deus dá grande valor ao hábito da auto-avaliação. Somos orientados pelo menos cinco vezes nas Escri­turas a verificar e a examinar nossa saúde espiritual.4 A Bíblia diz: Examinem-se para terem certeza de que estão firmes na fé. Não se desviem, achando que tudo está garantido. Realizem em si mesmos exames regulares […] testem-se. Se falharem no teste, façam algo a respeito.5

Para manter a saúde física, você precisa de exames regulares com o médico, para que possa avaliar seus sinais vitais — pressão sangüínea, temperatura, peso e assim por diante. Para sua saúde espiritual, você precisa veri­ficar regularmente os cinco sinais vitais da adora­ção, comunhão, crescimento do caráter, ministério e missão. Jeremias aconselhou: Vamos fazer um bom exame na maneira que estamos vivendo e reorgani­zar nossa vida debaixo da autoridade de Deus.6

Na Saddleback, desenvolvemos uma ferramenta simples de avaliação pessoal que tem auxiliado milhares de pesso­as a permanecer no propósito de Deus. Se você desejar uma cópia dessa análise da saúde espiritual para uma vida dirigida por propó­sitos, pode me enviar um e-mail (v. “Apêndice 2”). Você ficará surpre­so ao ver como essa pequena ferramenta o ajudará a alcançar o equilíbrio para uma vida saudável e de crescimento. Paulo disse: Que a idéia entusiástica do princípio seja igualada pela ação rea­lista do presente.7

 

Anote seu progresso em um diário. A melhor forma de conso­lidar seu progresso no cumprimento dos propósitos de Deus para sua vida é manter um diário espiritual. Não se trata do registro de acontecimentos, mas de lições de vida que você não gostaria de esquecer. A Bíblia diz: Por isso é preciso que prestemos maior aten­ção ao que temos ouvido, para que jamais nos desviemos.8 Podemos nos lembrar do que registramos.

Escrever ajuda a esclarecer o que Deus está fazendo na sua vida. Dawson Trotman costumava dizer: “Os pensamentos se desemba­raçam quando passam pelos nossos dedos”. A Bíblia traz vários exemplos em que Deus manda as pessoas manterem um diário es­piritual. Ela diz: Conforme orientação do Senhor, Moisés manteve um registro de seu progresso.9 Não lhe deixa contente o fato de Moisés ter obedecido à orientação de Deus de registrar a jornada espiritual de Israel? Se ele fosse preguiçoso, nos seriam subtraídas as poderosas lições de vida presentes no livro de Êxodo.

Embora seja improvável que seu diário espiritual seja tão am­plamente lido como o de Moisés, ele ainda é importante. A Nova Versão Internacional diz: Por ordem do Senhor, Moisés registrou as etapas da jornada deles. Sua vida é uma jornada, e uma jornada merece um diário. Espero que você escreva sobre as fases de sua jornada espiritual, ao ter uma vida dirigida por propósitos.

Não anote apenas o que for agradável. Tal qual fez Davi, registre suas dúvidas, temores e lutas com Deus. Nossas maiores lições vêm do sofrimento, e a Bíblia diz que Deus mantém um registro de nos­sas lágrimas.10 Sempre que ocorrer um problema, lembre-se de que Deus os utiliza para cumprir todos os cinco propósitos para sua vida. Os problemas o forçam a atentar para Deus, trazem-no para uma comunhão mais íntima com os outros, constroem um caráter semelhante ao de Cristo, lhe fornecem um ministério e lhe provêm um testemunho. Todo problema é dirigido por propósitos.

Bem no meio de uma experiência sofrida, o salmista escreveu: Que isso fique escrito para que os nossos descendentes saibam o que o Senhor Deus fez e para que o louvem aqueles que ainda vão nascer.11 Você deve às futuras gerações a preservação do relato de como Deus o ajudou a cumprir os propósitos dele na terra. Trata-se de um testemunho que continu­ará a ser dado muito após você estar no céu.

 

Transmita aos outros aquilo que você sabe. Se você quer con­tinuar crescendo, a melhor forma de aprender mais é transmitir o que já aprendeu. O livro de Provérbios diz: Quem abençoa os outros é abundantemente abençoado; os que ajudam os outros serão aju­dados.12 Aqueles que passam adiante suas percepções obtêm ainda mais de Deus.

Agora que compreende o propósito da vida, você tem a respon­sabilidade de levar essa mensagem aos outros. Deus o está cha­mando para ser seu mensageiro. Paulo disse: Agora, quero que você diga essas mesmas coisas a seguidores confiáveis para que as possam dizer aos outros.13 Neste livro, passei a você o que apren­di com outras pessoas sobre o propósito da vida; agora é a sua vez de transmitir esses conhecimentos a outras pessoas.

Você provavelmente conhece centenas de pessoas que não sabem qual o propósito da vida. Compartilhe essas verdades com seus fi­lhos, amigos, vizinhos e aqueles com quem trabalha. Se você der este livro a um amigo, adicione um bilhete pessoal na pá­gina da dedicatória.

Quanto mais você sabe, mais Deus espera que você use tal conhecimento para ajudar os outros. Tiago disse: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz comete pecado.14 O conhecimento aumen­ta a responsabilidade. Porém, transmitir o propósito da vida é mais do que uma obrigação; é um dos grandes privilégios da vida. Imagine como o mundo seria diferente se todos conheces­sem seu propósito. Paulo disse: Se você transmitir essas instruções aos irmãos, será um bom ministro de Cristo Jesus.15

Tudo se destina à glória de Deus

O motivo pelo qual transmitimos o que aprendemos é a glória de Deus e o crescimento do seu Reino. Na noite anterior à crucificação, Jesus disse ao Pai: Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.16 Quando Jesus orou com essas palavras, ainda não tinha morrido por nossos pecados, então que “obra” ele havia completado? Nesse caso, ele estava se referindo a algo dis­tinto da expiação. A resposta está no que ele disse, nos vinte versí­culos seguintes de sua oração.17

Jesus disse ao Pai o que havia feito nos últimos três anos: a preparação dos discípulos para viver para os propósitos de Deus. Ele os ajudou a conhecer e amar a Deus (adorar), ensinou a amarem uns aos outros (comunhão), deu-lhes a Palavra para que amadure­cessem (discipulado), mostrou-lhes como servir (ministério) e enviou-os a levar o evangelho aos outros (missão). Jesus foi o exemplo de uma vida dirigida por propósitos, e também ensinou aos outros como vivê-la. Essa foi a “obra” que glorificou a Deus.

Hoje em dia, Deus chama a cada um de nós para realizarmos a mesma obra. Ele não quer apenas que vivamos seus propósitos, mas que ajudemos as outras pessoas a fazer o mesmo. Deus quer que apresentemos Cristo às pessoas, trazendo-as para a comunhão, aju­dando-as a amadurecer e a descobrir como servir e então que torne­mos a enviá-las para que mais pessoas sejam alcançadas.

É disso que se trata uma vida dirigida por propósitos. Indepen­dentemente de sua idade, o resto de sua vida pode ser a melhor parte dela, e você pode começar hoje a viver com propósitos.

Trigésimo Nono Dia

Pensando sobre meu propósito

Um tema para reflexão: Bem-aventurados sejam os equi­librados.

Um versículo para memorizar: Portanto, vivam com o devido senso de responsabilidade, não como homens que não conhecem o significado da vida, mas como aque­les que o conhecem (Efésios 5.15; ch).

Uma pergunta para meditar: Quais das quatro ativida­des vou iniciar para permanecer no caminho e equili­brar os cinco propósitos de Deus para minha vida?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s