#Palavras do Pai

Até quando?

Deus está cansado. Enxergo um Deus saturado de nossas orações vazias e hinos cantados da boca pra fora.
Dizemos nos esvaziar com palavras, mas em que mudam nossas atitudes?
Dizemos viver para Ele, mas o que fazemos na nossa solidão?
Dizemos querer mais, mas como temos buscado por isso?
Dizemos querer viver o sobrenatural, mas como temos agido no natural?

Cantamos sobre abrir mão, mas nossos pecados continuam tatuados na pele.
Cantamos sobre intimidade, mas não incluímos a busca em nossa rotina diária.
Pregamos a morte e ressurreição de Cristo e parece que fazemos isso com o nosso pecado. Ele não parece ter sido sepultado com o batismo, que afinal, ‘promete’ a morte do velho homem. Quantos ‘velhos homens’ ainda respiram em nossa capa de santidade?

Como disse o autor e “Os caçadores de Deus”: Saímos de nossas reuniões satisfeitos, mas Deus continua faminto.
Ele tem fome de almas, e nós só pensamos em qual vai ser o lanche depois o culto.
Ele busca os perdidos, mas não toleramos pessoas de fora do nosso padrão medíocre. Esquecemos que os perdidos um dia éramos nós.
Ele anseia pela ovelha perdida, e nós gostamos de ver os nossos cultos cheios com as 99 de sempre.

Aquilo que nos agrada tem se distanciado do propósito divino. O que nos satisfaz, em nada se parece com incenso suave a Ele.
Nossos gostos são como os do mundo. Somos como os do muno, e isso é preocupante.
Pensamos com antecedência em que roupa vamos sair para impressionar ou receber elogios, mas não ocupamos nem um milésimo do nosso tempo imaginando como vestir os nus.
Amparar o ferido, cuidar dos órfãos e das viúvas, assistir àqueles que não tem condição, essas são nossas obrigações.

Ah, se ao menos orássemos com relação as injustiças, depravações, rebeldias e atrocidades. Ele trabalha através de pessoas. Será que você pode ser Seu instrumento? Não, não é para mudar seu título como ‘usado por Deus’, é pra te colocar na posição de alguém que enxergou a necessidade e decidiu fazer algo a respeito dela.

Você não precisa de conforto, precisa de ousadia. Você não precisa de dinheiro, precisa aprender a administrar o que tem. Você não precisa e bênçãos se não quiser sabedoria para desfrutar delas.

Ele não te chamou para ser como todos os outros. Ele te levantou como profeta nessa geração, mas enquanto você não se posicionar como um, não será usado como um.

Crescimento clama responsabilidade, e nem todos estão dispostos a carregar ‘essa cruz’.

Precisamos fazer mais do que encher nosso discurso de boas palavras. Precisamos inundar o mundo com nossas ações.

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s