#Palavras do Pai

Pequenas manifestações de um Alguém grande #16

O Senhor lhe disse: “Saia e fique no monte, na presença do Senhor, pois o Senhor vai passar“. Então veio um vento fortíssimo que separou os montes e esmigalhou as rochas diante do Senhor, mas o Senhor não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto, mas o Senhor não estava no terremoto. Depois do terremoto houve um fogo, mas o Senhor não estava nele. E depois do fogo houve o murmúrio de uma brisa suave. Quando Elias ouviu, puxou a capa para cobrir o rosto, saiu e ficou à entrada da caverna. 1 Reis 19:11-13

As manifestações de Deus, através do Espírito Santo, são multiformes. Podemos sentir arrepios, chorar, ou falar em línguas. Podemos pular, ter visões ou profetizar. Diante de sinais tão claros e “principalmente” visíveis (diante da falta de fé que tem regido nesse tempo), confirmamos sem dúvidas: o Senhor falou conosco!

Vento forte, terremoto e fogo. Três manifestações aconteceram que possibilitariam o engano de Elias. Muitos de nós ficariam confundidos diante de tanto “mover”. Sem discernimento espiritual, Elias cairia no engano das suas emoções e expectativas.

A Bíblia relata que após a brisa ele puxou a capa para cobrir o rosto. Ele soube onde o Senhor estava! Deus se manifestou não através de grandes coisas, mas das menores, quase imperceptíveis. Por mais que a gente negue, dentro de nós sempre criamos expectativas pelas coisas grandes! Nós queremos ver fogo do céu, mar abrindo, gente “caindo no poder” ou chorar um mar de lágrimas, afinal, assim, não é possível que tenhamos dúvidas de que foi Deus quem falou conosco, não é? O engraçado é que o que nos traz certeza foi rejeitado e colocado em descrédito pelo profeta Elias.

Nossas expectativas terrenas em muito se limitam as emoções sentidas ou vistas, mas não na transformação interior. Somos capazes de enxergar “Deus” em tudo, e pasme: até onde Ele não está! Mudança de pensamento, de atitude ou intenções não são dignas de nota. Tenho a impressão de que se Deus vem com a brisa, acabaremos por perder Sua visitação. Ele passará sem que tenhamos delicadeza e sensibilidade de ouvi-Lo em meio ao silêncio.

Não sei se já aconteceu isso com você: dormir, ter um sonho, acordar e saber que era de Deus! (Seja pra sua vida ou pra alguém que você conheça). Você não está acordado (dã! rs), praticamente não tem controle sobre o seu corpo (eu pelo menos durmo como uma pedra), e só depois que passa, percebe que Deus falou! O chão não tremeu, os anjos não desceram pra te acordar, seu quarto não se iluminou, não apareceu um redemoinho de fogo pra te levar pro céu e ainda assim, você sabe que foi Ele!

Pessoas (realmente!!!) sensíveis ao Espírito não precisam de vento, fogo ou terremoto: elas conseguem enxergá-Lo no murmúrio suave de uma brisa. E mais do que isso: enxergam Seu agir onde realmente tem o toque do Seu dedo. Não onde elas querem que Ele esteja. Pessoas sensíveis já souberam abrir mão dos próprios anseios e expectativas para deixar que o agir seja dEle, e não fruto de suas próprias manipulações. No dia de hoje, procure Deus nos lugares simples. Observe a natureza, sinta o vento tocando seus cabelos… Em algum momento eu tenho certeza de que você irá encontrá-Lo. E melhor ainda: no lugar certo!

(Isadora Bersot)

Obs: Segue música do Palavra Antiga chamada “Esperar é caminhar
Tudo a ver com o post de hoje, aproveita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s