#Palavras do Pai

Viagem sem destino definido #40

Vi um grande trono branco e o Entronizado. Nada podia permanecer em sua presença, no céu ou na terra. Todos os mortos, grandes e pequenos, estavam ali, diante do trono! Alguns livros foram abertos, e, depois, outro livro: o livro da Vida. Os mortos foram julgados pelo que estava escrito nos livros, COM BASE NA VIDA QUE TIVERAM (…) Cada um, homem e mulher, foi julgado segundo o que viveu na terra.” Apocalipse 20: 11-15

Não sei o que acontece com você, mas o meu coração se enche de temor ao pensar nos últimos dias. Por um lado, encontro regozijo por poder enfim alcançar o lar eterno, e temor, por outro, quando me dou conta de que serei julgada pelas minhas obras. O julgamento dependerá unicamente de mim.

Jesus é o nosso advogado ao lado do Pai? Sim. Mas ainda assim, ter Jesus como advogado não garante que Ele absolverá todo réu sentado no banco de julgamento.  A salvação é de graça, mas há um preço pra alcançar o céu – a bíblia nos garante que ele é tomado por esforço.

Encontrar Deus face a face é algo que todos farão – ateus, crentes, adúlteros, homossexuais, católicos, espíritas, brancos, negros, jovens, idosos… Toda pessoa na face dessa terra (independente da crença, idade, opção sexual, religião ou qualquer coisa que você queira acrescentar aqui), inevitavelmente, terá um encontro pessoal com Deus, quer queira, quer não. Fugir não será uma escolha a fazer nesse caso.

Vivemos um século que possui dois extremos, aos meus olhos, mais definidos: um grupo almeja tanto o céu que se esquece de viver o Reino na terra. Outro pensa tanto em aproveitar a terra que chegam a duvidar da existência de um paraíso (claro que tem o meio termo, mas não vou abordá-lo aqui). Falta o ponto de equilíbrio entre os dois. O primeiro precisa entender que ainda não chegou Lá e, consequentemente, não dá pra se abster de tudo que a terra oferece (não consideradas pecado segundo a bíblia, pra esclarecer). O segundo precisa se conscientizar de que a vida aqui pode até ser boa, mas que existe ainda um outro futuro relacionado à eternidade.

Por um momento (se isso não é algo natural pra você) pense como alguém que crê em Deus, no céu e no inferno: observando sua vida, intenções, atos, pensamentos e até pecados, você se consideraria salvo? Pelas suas próprias forças, qual seria o seu destino final? A verdade é que ainda que sejamos julgados com base nas nossas escolhas (e por mais que estas sejam boas), isso não anula a nossa necessidade de um Salvador.  Ainda que você seja a pessoa mais santa que conhece e viva uma vida reta, honesta e pura, comparado a Deus/Jesus, você e eu não entraríamos nem na disputa. Seremos julgados por nossa vida sim, mas por melhor que seja ela não é capaz de nos justificar: somente o próprio Jesus tem esse poder.

Aí te questiono (e me questiono também): que tipo de vida que você tem levado? Se você soubesse a data de sua morte, faria algo para “remir” o tempo perdido com coisas inúteis ou que saciam a sua carne/desejo de vingança? Muitos dizem ter se arrependido de alguns males que causaram, mas ainda enchem o peito e a boca quando contam suas grandes histórias de como saíram por cima de alguma situação ou pessoa. Por mais que nossa boca professe arrependimento, o nosso coração necessita ser convertido. Por isso o Salmista pedia a Deus para que criasse nele um coração puro, pois dele que procedem as fontes da vida. Diante daquilo que você tem jorrado o que deduz estar gerando em seu coração?

Seu destino ainda está ‘em aberto’. Não leve seus erros até as últimas consequências. Para alguns, o dia do juízo será de glória, para outros, de arrependimento sem volta. Nem eu nem você sabemos quando o tiquetaquear do relógio cessará e nos colocará frente a frente com o Pai.

 (Isadora Bersot)

Instagram | Facebook | Twitter | Ask

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s