#TestemunhoGrécia

Como tudo começou… (Parte 1)

PhotoGrid_1434071126920 Olá, gente! Lembram que falei que as coisas estavam muito corridas? Pois então, vou explicar o porquê. Provavelmente você vai achar esse texto longo, mas Deus fez TANTA coisa que não posso deixar passar nenhum detalhe – embora isso seja inevitável.

Tudo começou dia 21/09/2013, quando Deus falou comigo sobre a Grécia. Não vou começar tão lá de trás se não vai render muuuuito! Mas enfim, Deus falou, confirmou e eu aceitei o chamado – Ele fala, mas aceitar é escolha sua. Mova-se em direção daquilo que Ele tem gerado no seu coração.

Beleza, eu tinha um chamado e uma nação, mas eu não fazia ideia do que Ele queria de mim lá! Iniciei algumas pesquisas sobre a cultura, a língua… Tentei aprender alguma coisa, até que comecei a orar pra que eu recebesse uma direção específica acerca do que Deus estava pretendendo fazer comigo e através de mim na Grécia. Foi então que comecei a ligar alguns pontos…

Em janeiro/15 fui me sentindo meio “incomodada” em relação à evangelização de adultos/idosos. Não sei se percebe o mesmo que eu, mas hoje em dia temos inúmeros projetos, pastores e campanhas em prol da evangelização de crianças e jovens visando o futuro. A lógica é simples: preparar a geração desse tempo para salvar uma geração que ainda virá. Se geram jovens e crianças comprometidas com Deus, terão tempo para prepará-las e, contando que uma pessoa hoje no Brasil tem uma expectativa de vida de uns 75, teremos aí uns longos anos de evangelismo através dessas conversões. O que poucos pensam é que existem hoje adultos e idosos caminhando para o inferno sem que ninguém se preocupe. A Bíblia é clara quando diz para nos prepararmos porque a vinda de Jesus está próxima, mas ainda assim nos preocupamos com gerações futuras (que talvez nem existirão!) enquanto não nos gastamos para salvar a geração passada – nossos avós e pais, por exemplo. Em um contexto semelhante a esse, em uma conversa ouvi certa vez: “Adulto não dá não. Já tá tudo perdido.” Essa afirmação, pra mim, foi só mais um sinal que era realmente Deus gerando uma preocupação sobre os que se perdem.

Quando me questionaram sobre como eu me via servindo àquela nação, respondi sobre cuidado e ensino. Estive hospedada por quase 2 meses na casa de um casal muito idoso (iam fazer 50 anos de casados!). E eu percebi ali que eu também poderia exercer aquilo que eu sentia que Deus me convocava para realizar do outro lado do mundo. Descobri depois que a Grécia tem uma das populações mais velhas do planeta, e isso pra mim foi mais um “ok” do céu.

Então ótimo. Agora eu tinha um chamado, uma nação e uma direção. Uhul! Mas e agora:como chegar até a Grécia?

(Isadora Bersot)

Instagram | Facebook | Twitter | Ask

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s