#TestemunhoGrécia

Dia 1 – Atenas, Partenon e Aerópago

Kalíméra, Brasil! (Bom dia, em grego, porque aqui são 6h da manhã hehe)

Já tô percebendo que eu não vou conseguir postar tanto quanto eu queria aqui no blog. Vou fazer um pequeno resumo e no final da viagem postarei uma galeria(zinha) na aba “Testemunhho” aqui, ok?

Ontem visitamos o Partenon, uma das 7 maravilhas do mundo antigo. É bem grandão! Onde ele fica era um centro religioso, então tinha tudo lá: o aerópago (onde Paulo pregou (Atos 17:16), o templo em homenagem a deusa Atenas, muitas ruínas, um antigo “teatro”… é bem grande (e lindo). Depois disso fomos ao museu. Ele é feito exatamente com os mesmos tamanhos e medidas do Partenon original e expõe deuses (mitologia grega), arquitetura e algumas maquetes menores que são réplicas do Partenon original. É uma grande aula de história e cultura! Conheci também o Estádio Olímpico, todo de mármore! É fantástico! Além de vermos de cima toda a cidade de Atenas, o Mercado em ruínas e o mar Pereu (de vista) que fica aqui em frente ao hotel em que estamos hospedados.

O que eu queria falar mais hoje é da palestra a noite que tivemos sobre as viagens missionárias do Apóstolo Paulo. Eu sempre admirei muuuuito esse homem (como todos vocês também creio eu rs) e ter a oportunidade de passar e mais ainda, pisar em tantos lugares bíblicos que ele também percorreu pra mim é uma grande honra! Eu tô radiante aqui! E uma parte que me tocou muito foi em Atos 16:9.

Antes de estar aqui, por volta da 1ª semana de março, eu tive o tal sonho/visão de estar aqui na Grécia. Hoje é um sonho realizado por Deus e o começo, tenho certeza, de um chamado específico pra esta nação. Voltando a Atos… Paulo descreve que teve uma visão com um homem de Macedônia pedindo ajuda. Em seguida ele diz que “logo procurou partir” pois Deus os havia chamado para pregar o Evangelho.

Eu ganhei um livro no aeroporto de um irmão conhecido da minha amiga grega. Se chama “O serviço dos santos”, de João Nelson Otto. Uma ilustração citada diz mais ou menos assim: “Um fazendeiro estava em gente de sua fazenda com seu cachorro. De repente, passou correndo uma lebre. No mesmo instante o cachorro começou a correr atrás dela e os cães da redondeza, motivados pelos latidos, começaram a correr também. Gradativamente, cada um deles foi desistindo da corrida. Em seguida, o cachorro do fazendeiro volta orgulhoso com a lebre na boca, para mostrar ao seu dono.” Porque os outros cães desistiram da corrida? Porque eles não viram a lebre, só ouviram os latidos.

Quando recebemos uma visão de Deus em nossas vidas, tendo nossos olhos focados nela, não iremos desistir do que Ele nos revelou. Hoje eu entendo que a visão que eu tive me serviu de combustível para crer que ela iria se tornar real! Nem todos creram comigo, mas é visível que todos, ainda que não queiram, são testemunhas do milagre. Eu creio que Deus tem chamado uma geração que sonha sem medo! Como Paulo teve a visão com o homem de Macedônia e logo quis partir eu compreendo que quando Deus coloca um sonho em nosso coração, chegamos a recebê-lo em caráter de urgência! Nosso corpo precisa sentir, nossos olhos precisam chegar e ver o que foi revelado! Muitos não vão entender sua pressa, seus desejos, mas compreenda: eles não viram a lebre! O anseio em cumprir a visão nos move além!

Paulo teve uma visão e a alcançou. Eu tive uma visão e estou aqui. Não seja impedido pelo escárnio dos incrédulos.Percorra o caminho que te leva até a visão. Ele faz!

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s