#Palavras do Pai

Não publicar #51

Plim

Não tão raro, uma luzinha se acende em minha mente indicando o começo de uma nova ideia. Costumava redigir, rabiscar os pontos principais, rascunhar num bloco de notas sempre por perto. Tão rápido quanto vem, esses pensamentos se vão pra não mais ser lembrados.

Os “plim” tem sido até bastante frequentes hoje em dia, mas minha agilidade para anotá-los antes que escapem por entre outros mil pensamentos já não é mais a mesma. A luz acende e eu fito bem a fundo a fim de enxergar cada mecanismo dessa pequena lamparina. Pisco e essa luz ainda permanece embaçando minha visão. Não anoto muitas coisas, relembro outras delas e algumas permanecerão somente nos meus rascunhos. Por preguiça. Ou precaução.

Pensamentos que definem também te modificam. Não sou mais a mesma – apesar de ainda não saber, com exatidão, bem quem sou. Mas estou sendo transformada. Remodelada. Até diria massacrada, no melhor sentido do termo. O que muda do lado de dentro a gente não pode publicar.  Mostre-se, arrisque-se, confie. Deixe que vejam. Percebam. Questionem. Perguntem. (Sem que palavras, imagens e rótulos se façam necessárias frente à atitudes expostas.) 

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s