#Palavras do Pai

Humanidade de um líder #75

Líderes também erram.

Temos vivido situações de muito caos no nosso país, nas nossas igrejas, famílias e em nossos ambientes de trabalho. Apressa-mo-nos em apontar culpados e cobrar-lhes melhoras, devido a piorias consequentes de suas, possivelmente, más escolhas.

Sabemos que a quem mais é dado, mais é cobrado. Um líder, seja em qual âmbito esteja pertencendo ou atuando neste momento, sofre pressões muito maiores dos que as que vivia anteriormente à conquista do “posto”. Isso não deve ser justificativa pra irresponsabilidade, imaturidade ou agressão, mas sobretudo pra solidariedade e compaixão dos que os cercam.

Um líder também peca. Também toma decisões erradas. Líder também se engana achando que recebeu direção de Deus ou quando achou que sua ideia daria certo e se frustra. Isso acontece não porque somos líderes, mas porque somos sobretudo homens!!! Falta muitas vezes em nós, líderes, lembrar-nos de que cargos não podem definir quem somos. Antes de sermos líderes, somos homens suscetíveis a erros de quaisquer proporção.

A sociedade cresce tendo a competição como seu guia, mas se esquece de que nossa própria humanidade deveria nos tornar compassivos, não adversários. Creio que possivelmente em primeira instância, o líder precisa ser ensinável.

Líderes também precisam ser aconselhados e corrigidos por pessoas de confiança. Estas, por sua vez, devem agir pensando no bem comum de sua equipe.

Se você é um líder, assuma seu (en)cargo com postura, responsabilidade e consciência de que assim como seus subordinados, você também foi um algum dia. Ouça críticas disposto a mudar, e não como “birra” para questionar sua autoridade. Nem tudo é pra tirar sua paz ou arrancar seu poder, mas pra te alertar, exortar, corrigir e moldar.

Podemos ser líderes, mas somos humanos e, importante frisar, não somos heróis.

(Isadora Bersot)

PTG_logo2

 

2 comentários em “Humanidade de um líder #75”

  1. Ótimo post, parabéns! Realmente, líderes não são heróis e sim influenciadores sendo uma das maiores virtudes deste posto o saber ouvir. Não deve fugir das responsabilidades, porém também não precisa achar que a responsabilidade do mundo está sobre ele, tendo um erro como um crime fatal, mas como comentado, encarar como um alerta para rever conceitos e se necessário promover mudança e não frustração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s