#Palavras do Pai

Paralisando medos #88

Em algum momento de nossas vidas, vamos nos deparar com o medo. Sentiremos ele muito vivo dentro de nós ou mesmo nos rodeando intimamente. Não existe pra onde fugir, porque ele pode chegar em qualquer tempo ou lugar.

Temos a tendência de achar que por Jesus ser também Deus, não sentia medo. Não tinha pavor. Não temia o futuro. Sabemos que no Senhor não há sombra de variação. Ele é o dono do tempo e o Criador do Universo. Mas Jesus também sofreu as mesmas aflições que nós, como homens, sentimos. A verdade é que se tudo fosse tão fácil quanto pensamos pro Cristo, Ele não teria pedido para que o cálice fosse passado adiante, se possível. Como homem carnal que era, Ele com certeza sentiu a dor física dos chicotes, a humilhação das cusparadas, a dor da traição e também a dor do nosso pecado e enfermidades.

Diante do momento mais tenebroso de Sua vida, creio que Jesus foi inundado com pensamentos para parar. Ele pensou em não chegar até a cruz; com certeza pensou em desistir! Satanás usou todo seu poder para paralisar o próximo passo do Deus que se fez homem para salvar uma humanidade caída.

O que muitas vezes diferencia Jesus de nós é que apesar das mais densas e profundas trevas vividas, apesar de todo pavor do que se seguiria até o momento em que seu Espírito fosse entregue a Deus, apesar dos últimos segundos de respiração antes de Sua morte e de seu suor sangrado, Ele cumpriu sua missão. Ele chegou – e venceu – até o último estágio do que Deus havia preparado pra Ele em terra.

O sangue foi derramado no Calvário e fomos encontrados pelos braços da salvação estendidos. Se o corpo de Jesus não tivesse sido moído e seus limites alcançado o extremo, seria o nosso fim.

Existe um lugar além do que podemos ver. Além da cruz, das dores deste século, das preocupações com o futuro, das ansiedades da nossa alma, além de todo medo do fracasso (…) existe um lugar que foi preparado pra que você habitasse: o centro da vontade de Deus. Este centro se refere ao lugar e ao momento exatos em que você vive exatamente o que o Senhor havia escrito pros seus dias. Ainda que o medo tente te roubar do seu propósito, avance para além dele! Chegue onde o medo planejou te impedir de chegar e viva o que Deus te planejou para fazer.

(Isadora Bersot)

2 comentários em “Paralisando medos #88”

  1. A atitude de Jesus foi um gesto de amor por uma humanidade pecadora,carente de perdão e sem esperanças de um futuro melhor espiritualmente falando.
    Ele na cruz, através da dor e da humilhação, Ele mostrou que o Seu amor era muito maior do que se pensava, pois por nós Ele se entregou à morte.
    E que cada um teria que a cada dia morrer para o pecado para alcançar através da fé a salvação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s