#Palavras do Pai

Vida pós-morte #113

Hebreus 11 é um dos meus capítulos favoritos em toda a Bíblia. Fala sobre os heróis da fé, homens dos quais, segundo a própria Palavra, o mundo não era digno.

“Por meio da sua fé, Abel, mesmo depois de morto, ainda fala.”. Hebreus 11:4

Esse versículo me saltou aos olhos. Somos tão imediatistas e ansiosos que tudo deve ser feito pra ontem. Tudo e nada se tornam urgentes. Vivemos o hoje, mas de forma inconsequente. Fazemos primeiro para pensar nas consequências depois. Ponderamos pouco porque pensamos que “a vida é uma só”, “precisamos arriscar”; e exatamente por estes motivos que precisamos ser mais atentos ao nosso futuro. Se a vida é uma só (como cremos), não podemos gastar nosso tempo e habilidades em coisas que não ecoem na eternidade.

“Todos esses morreram cheios de fé. Não receberam as coisas que Deus tinha prometido, mas as viram de longe e ficaram contentes por causa delas. E declararam que eram estrangeiros e refugiados, de passagem por este mundo. (…) É que eles tinham os olhos fixos na recompensa futura.” Hebreus 11:13 e 26

Imagine a sua vida sendo relembrada como um bom exemplo? Tem muita gente que prega sobre as “flores em vida”, e eu também acho isso mais do que necessário, mas um fato não anula o outro. Receber flores em vida não significa que após a morte você também não possa deixar um bom legado. Ter voz depois de morto talvez seja mais importante do que gritar em vida. Mata o ego pois a honra chega, mas você não sabe dela.

O que manteve estes heróis contentados diante do não cumprimento das promessas certamente foi a ! Creio que você, assim como eles, possui muitas promessas. Te pergunto: suas expectativas estão firmadas nas promessas ou em Deus? Se você não as enxergar pessoalmente, você ficará contente ou frustrado por ter esperado por algo que não se concretizou?

Tem umas promessas que eu fico imaginando e pensando como e quando vão acontecer – a gente fica sonhando acordado, calculando os impossíveis e lutando contra a desesperança. Antes de elas morrerem junto com a gente, caso isso aconteça, precisamos entender que independente dos motivos que nos levem a peregrinar pela terra ou viver como refugiados, os nossos olhos precisam estar focados; não na promessa, mas na recompensa futura! Sabe o que é a recompensa? O Dono da promessa!

(Isadora Bersot)PTG_logo2

Um comentário em “Vida pós-morte #113”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s