#Palavras do Pai

Até a morte: cheios #117

Fui convidada para levar uma palavra aos adolescentes da minha igreja no último domingo e gostaria de compartilhar o que eu lembrar com vocês através deste post. Sim, É TEXTÃO! Mas não desanime, vale a pena! Considere que eu falei por pouco mais de 1h, então realmente tem bastante conteúdo por aqui hehehe
Os trechos em negrito são os que mais me chamaram a atenção e eu comento logo abaixo de cada um.

“Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados, quando suportaram muita luta e muito sofrimento. Algumas vezes vocês foram expostos a insultos e tribulações; em outras ocasiões fizeram-se solidários com os que assim foram tratados. Vocês se compadeceram dos que estavam na prisão e aceitaram alegremente o confisco dos próprios bens, pois sabiam que possuíam bens superiores e permanentes. Por isso, não abram mão da confiança que vocês têm; ela será ricamente recompensada. Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu; pois em breve, muito em breve “Aquele que vem virá, e não demorará.”
Hebreus 10:32-37

Vivemos em um mundo onde muitos crentes esperam que os não-crentes ajam como se fossem crentes. Eles esperam que o senso-comum, a ética e o bom comportamento sejam suficientes para convencer o outro de que ele precisa “fazer o bem”. Em contra ponto a isso, vemos o mal aumentando juntamente com o esfriamento do amor. Como cristãos, não podemos condenar aqueles que ainda não foram iluminados pelo entendimento da luz de Cristo. Não há como esperar que aqueles que não O conhecem ajam como se O conhecessem. Em proporção semelhante, vemos muitos crentes agindo como se não fossem! Ao contrário de terem sido iluminados, parecem viver nas sombras. Vemos todo tipo de obra da carne (vingança, orgulho, avareza…) dentro inclusive das nossas igrejas!

Diferentemente do que acabamos de ler, não há compaixão pelos que sofrem, não há empatia. Esta palavra em Hebreus não nos garante que os que sofreram também eram cristãos. Diz apenas que havia os que sofriam. Temos errado quando fazemos acepção de pessoas ou quando escolhemos por suas ações a quem vamos ajudar e a quem vamos deixar padecer.  Assim como estes versículos instruem, precisamos crer e guardar aquilo que temos como um tesouro precioso – o Evangelho – a fim de que inclusive (e principalmente) o Mundo (relacionado aos não cristãos) sejam tocados pelo Cristo que vive em nós!

Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.
Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho.
Hebreus 11:1,2 Pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício superior ao de Caim. Pela fé ele foi reconhecido como justo, quando Deus aprovou as suas ofertas. Embora esteja morto, por meio da fé ainda fala.

Pela fé Enoque foi arrebatado, de modo que não experimentou a morte; “ele já não foi encontrado porque Deus o havia arrebatado”, pois antes de ser arrebatado recebeu testemunho de que tinha agradado a Deus.
Hebreus 11:4,5

Recentemente fiz um post sobre Abel, que você pode ler aqui. Enoque é um dos outros grandes heróis da fé que enchem meu coração de esperança. Eu sempre digo que meu sonho é pegar uma carona na carruagem de fogo de Elias, mas se não der, aceito ser arrebatada também, como Enoque. O mais incrível deste versículo é  que diferente até do próprio Jesus que morreu e depois ressuscitou, Enoque provavelmente foi o único homem que subiu de nível direto! Mas antes que isso ocorresse, Ele agradou a Deus!

Sabe como Abel foi aprovado pelo Senhor? Por sua fé! Sabe como Enoque agradou ao Senhor? Pelo mesmo motivo. Se você seguir a leitura de todo o capítulo de Hebreus 11, você poderá perceber que foi a que possuíam que os transformou em homens que agradaram e foram aprovados por Deus!

Pela fé Abraão, quando chamado, obedeceu e dirigiu-se a um lugar que mais tarde receberia como herança, embora não soubesse para onde estava indo.
Pela fé peregrinou na terra prometida como se estivesse em terra estranha; viveu em tendas, bem como Isaque e Jacó, co-herdeiros da mesma promessa.
Hebreus 11:8,9

Abraão recebeu a promessa de que seria Pai de multidões. Gerou Ismael, com a concubina de Sara, e em seguida gerou Isaque. Se coloque no lugar de Abraão. Morreu somente com 2 filhos mesmo enquanto cria que geraria multidões! Deus é tão lindo que a promessa continuou em vigor! Isaque e Jacó receberam a mesma promessa! Deus cumpriu através deles o que prometeu a Abraão. E detalhe: ele não viveu pra ver isso! Por isso é tão importante concentrarmos nossos olhos, forças e vigor na eternidade! É importante pensar no que temos deixado nesta terra. Existe uma frase que diz assim: “Tentaram nos matar. Não sabiam que éramos sementes.”.  Talvez ainda sejamos “novos” pra falar sobre legado, mas se você morrer hoje será que pode ficar tranquilo sabendo que gerou o seu amor por Jesus em outros? Ou que de alguma forma sua passagem na terra mudou o destino na eternidade de alguém? A nossa responsabilidade é absurda!

Precisamos ter fé não somente para crer no cumprimento da promessa, mas para crer antes, durante e depois! Veja o exemplo de Noé: foram quase 120 anos construindo uma arca! Se coloque no lugar dele em que todos os seus vizinhos o chamavam de louco. Imagine crer sozinho por mais de 100 anos! Imagine ainda que depois do dilúvio, ele precisava continuar crendo de que sairia com sua família viva depois da chuva e que após isso reabitariam a terra. Certamente isto exigiu de Noé uma fé sobrenatural!

A Palavra diz que “quer comais, quer bebais, façais tudo para glória de Deus“. Se fazemos pra glória dEle, isso quer dizer que mesmo atos tão pequenos e comuns como comer ou beber podem não somente dar glória a Deus mas também manifestar a glória dEle. As vezes durante o seu almoço, você comentou algo com alguém que marcou profundamente a vida dela. Ou mesmo postou algo nas suas redes sociais que impactou a outros, mesmo que você não tenha conhecimento disso! Eu ouvi uma frase certa vez que não consigo encontrar mais em lugar nenhum, mas dizia algo sobre um homem que declarou desejar ir pra algum lugar distante, onde fosse desconhecido, pregar por toda a vida e morrer. Eu não sei quem ele é, mas essa frase fala comigo toda vez que lembro dela. Este pregador certamente já morreu, eu não sei o seu nome, mas eu sei que Ele tocou na minha eternidade e eu sei que, pelo menos pra mim, ele viveu o que pretendia. 

Todos estes ainda viveram pela fé, e morreram sem receber o que tinha sido prometido; viram-nas de longe e de longe as saudaram, reconhecendo que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Os que assim falam mostram que estão buscando uma pátria. Se estivessem pensando naquela de onde saíram, teriam oportunidade de voltar. Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor, isto é, a pátria celestial. Por essa razão Deus não se envergonha de ser chamado o Deus deles, pois preparou-lhes uma cidade.
Hebreus 11:13-16

Que mais direi? Não tenho tempo para falar de Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas, os quais pela fé conquistaram reinos, praticaram a justiça, alcançaram o cumprimento de promessas, fecharam a boca de leões,(…) O mundo não era digno deles. Vagaram pelos desertos e montes, pelas cavernas e grutas. Todos estes receberam bom testemunho por meio da fé; no entanto, nenhum deles recebeu o que havia sido prometido. Deus havia planejado algo melhor para nós, para que conosco fossem eles aperfeiçoados. Hebreus 11:38-40

Em diferentes trechos lemos que eles não receberam suas promessas e que ao mesmo tempo alcançaram o cumprimento de outras! Pois bem, como dito anteriormente, Abraão não viu a geração que veio através de sua descendência, mas através de Isaque e Jacó, a promessa se realizou! Nós, como cristãos, podemos aperfeiçoar estes heróis da fé vivendo também o que foi prometido a eles! Como? Deixando um bom exemplo, agindo como Cristo, não almejando cumprir as promessas, mas almejando a pátria que está preparada para nós! Eles viveram como nenhum de nós planejaria viver (como estrangeiros, refugiados, em cavernas, tendas….) mas sabiam pelo que esperavam. Na versão NTLH Hebreus 11:13 se inicia assim: “Todos estes morreram cheios de fé.” 

Podemos citar como exemplo o apóstolo Paulo.  Ele estava preso e sozinho. Temos ele hoje como um dos apóstolos mais importantes da Bíblia! Ele sofreu muito! Açoites, naufrágios, picadas, prisões, fome, nudez… e ainda assim, ao final de tudo, ele diz: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé“. O que o fez agradar e ser aprovado pelo Senhor foi o mesmo que todos os anteriores: eles guardaram sua fé!

Vivi poucas semanas num campo de refugiados como voluntária na Grécia (leia mais aqui) e queria te resumir a história de uma refugiada síria. Hoje ela mora na Grécia e é cristã, mas antigamente era muçulmana. Certo dia, há uns anos, ela pensou que o Islã não era uma boa religião pra ela, mas não tinha o que fazer, pois o fato de mudar de religião (seja pra qual for) a levaria à morte! Nisso, veio a guerra e ela se tornou refugiada. Em dezembro/2016, dia 10, fui a uma celebração de Natal na Igreja Metamorfose, onde celebraríamos com as mulheres. Foi quando a conheci e ouvi sua história. Ela contou que é a primeira vez que comemora o Natal (já que antes não podia se quer crer em Jesus, muito menos confessá-Lo como Salvador). Apesar do histórico de guerra, da sua luta por sobrevivência e da crise financeira que a Grécia enfrenta, ela tem passado hoje uma das suas melhores experiências na vida. A dor e a desesperança vividas foram os fatores que permitiram a ela e a seu marido viverem a liberdade em Cristo. Não podemos nunca questionar os imprevistos que aparecem sobre nós: elas podem nos levar pro caminho que Deus já havia planejado. Os momentos de tribulação que vivemos nos aperfeiçoam e provam a nossa confiança em Deus. No final de tudo, precisamos fazer o mesmo que os heróis e minha amiga síria: guardar a fé!

(Isadora Bersot)

Um comentário em “Até a morte: cheios #117”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s