#Palavras do Pai

Necessidade global e desejos frustrados #120

Por algum tempo me questionei muito sobre o que Deus faria na minha vida. Eram muitas palavras e promessas, mas não via nada acontecendo. Até que Ele decidiu colocar em prática cada um dos Seus planos. Pois bem. Eu comecei a sonhar com a Grécia, com as nações, com a evangelização mundial, com o Reino dEle manifesto nos lugares mais improváveis pra nós e mais necessários pra Ele! Os lugares doentes, promíscuos e imorais.

A gente começa a enxergar tanto a falta de Deus no mundo que se dá conta cada vez mais de que o que podemos fazer é quase nada diante da necessidade global. Bem, nenhum projeto começou grande ou com um alcance estratosférico. Na verdade, tudo precisa começar bem pequeno pra que saibamos valorizar os últimos estágios. Há muitos exemplos de jovens que sonhavam e hoje, mesmo depois de alguns já terem provado a morte, temos os relatos de suas orações e biografias anexadas ao cumprimento de suas visões.

O fato é que a missão não acaba nos missionários. Se o Reino fosse limitado aos trabalhadores da grande seara, a missão pararia na morte do último cristão. Mas se eu morrer hoje a missão para? Não! Porque não se trata de mim, mas do Cristo que vive pra sempre! Queremos fazer de tudo investindo pouco tempo em gerar o que Deus plantou em nós no coração do outro. Ninguém vai fazer nada sozinho. Tenho certeza de que Deus tem de fato um exército preparado para lutar Suas batalhas na terra com valentes como você que caminham no mesmo sentido!

Quando Deus falou comigo pela 1ª vez sobre a Grécia, eu não conhecia nada sobre o país ou dos projetos existentes com a finalidade de evangelização; porém eu sabia que eu não era a primeira (e nem seria a última) a quem Deus levaria a orar por aquela nação. Hoje, quase 3 anos e meio depois, missionários da JOCUM foram até lá. Outros mais da JOCUM Campinas estão se preparando pra mais uma viagem! Homens e mulheres em Atenas e Tessalônica, por exemplo, tem feito trabalhos incríveis em suas comunidades. Refugiados têm chegado de todo mundo e centenas de voluntários, cristãos ou não, estão se movendo em amor para tornar o fardo desse povo mais leve. Eu não estou lá integralmente – ainda – mas a obra do Senhor não começa nem termina em mim. Se trata dEle e do Seu poder!

Deus espera mais por nossa oração do que por nossas mãos. Talvez não possamos fazer tudo que queremos, mas podemos orar para que através de outros, Ele faça o que quiser. 

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s