#Palavras do Pai

Dia mundial do refugiado #133

No dia mundial do refugiado é impossível esquecer das guerras ou de todos os motivos que obrigam outros seres humanos a abandonarem suas casas, família e país em busca de sobrevivência. 

Não tenho todas as respostas do mundo, mas sei que temos milhares de refugiados no Brasil hoje. É excelente saber que gente de todo mundo trabalha incansavelmente como voluntária nos campos da Europa, do Oriente Médio e até aqui em tantas organizações destinadas pra esse fim. Eles são um “problema” nosso. Mas não precisamos ir tão longe. 

Se não nos importamos com eles, me pergunto então se nos incomoda a pobreza, a prostituição ou a miséria que vemos, palpáveis, TODOS os dias!!!!

O problema não são eles. Somos nós. Que destilamos ódio mas não socorremos quem nos pede ajuda. 

Nesse dia 20 de junho eu escolho a felicidade de saber que não podemos mudar o mundo todo, mas com boa vontade e gratidão, podemos aprender a repartir! Que mais mãos sejam estendidas! Que mais pessoas sejam abraçadas! Termino com uma frase da @usevira que amo, inspirada em um ditado popular: “Farinha pouca, MEU IRMÃO PRIMEIRO“. 

Força, meus irmãos! Vocês INSPIRAM! 

Isadora Bersot

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s