#Palavras do Pai

Quando o divino revela o satânico #216

“O fariseu, em pé, orava no íntimo: ‘Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho’.” Lucas 18:11-12

Leia Lucas 18:9-14. Trata-se da parábola do Fariseu e do Publicano.

A oração do primeiro demonstrava gratidão pelas diferenças entre ele e o segundo. O fariseu se julgava superior ao publicano, apresentando a Deus os motivos pelos quais cria ser abençoado, mas adivinha quem voltou para casa justificado?

Note o que a Bíblia sugere:

“Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros”. Filipenses 2:3-4

Examine-se. Cuidado com o que crê ser motivo de agradecimento. Um ato divino pode revelar um coração satânico.

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s