#Palavras do Pai

O espinhoso caminho da obediência #271

Eu tenho sérias ressalvas à essa teologia impregnada na igreja brasileira de que andar em obediência a Deus faz com que, automaticamente, todos os problemas decorrentes do pecado neste planeta sejam simplesmente exterminados da jornada pessoal daquele que obedece. Isso é perigoso. Faz com que pensemos, erroneamente, que temos o controle de algo, que Jesus é um amuleto, que obedecer é (apenas) viver de milagres ou, pior ainda, que o Criador do Universo nos deve alguma coisa.

Em 2016, estive na Grécia, como quem me acompanha aqui já sabe. Assim que cheguei na ilha de Lesvos, postei uma foto do mar e pedi orações nas minhas redes sociais – eu passaria duas semanas como voluntária num campo de refugiados e, depois, iria ser voluntária também num projeto social de uma igreja em Tessalônica. Eu já tinha enfrentado uma série de desafios para chegar lá, mas sabia que muitos outros viriam. A “parte difícil” estava apenas começando. A partir disso, recebi alguns comentários, como “fique tranquila, Deus está com você”, “vai dar tudo certo” e outros semelhantes.

Eu entendo esses comentários, que buscam o encorajamento de quem os lê, e sinceramente agradeço, mas temo pelo que carregam no bojo: a ideia de que perrengues não vão acontecer; de que, se acontecerem, é porque Deus não está com você; de que não é preciso esforços da parte de ninguém já que “Deus está no controle”. Quando temos essas certezas um tanto quanto escorregadias dentro de nós, corremos o risco de sucumbir diante da primeira tempestade. De perder a fé diante da primeira barreira. De desistir no primeiro “não”. Saiba, portanto, que a jornada dos obedientes conta com uma série de intempéries e que eles têm responsabilidades e desafios.

Tenho, portanto, alguns conselhos. É natural que nos frustremos. É, inclusive, bem preocupante pensar que há quem acredite que os crentes no Senhor vivem num mundo paralelo, flutuam nas nuvens e não têm suas vidas atingidas pelos males deste século (desconfie daqueles que só pregam bênçãos e vitórias!). Eu sei que não preciso te dar exemplos: você conhece bem alguém que viveu um grande trauma enquanto cumpria sua chamada. Alguém que chegou muito perto de ver uma promessa se cumprindo e, repentinamente, o que tinha que acontecer não aconteceu. Podemos “fazer tudo certinho” e ver nossos sonhos escaparem por entre nossos dedos. Devemos preparar nossos corações para os imprevistos; ter uma fé que suporta essas tormentas sem desconfiar do caráter do Criador.

Além disso, também devemos assumir o que nos compete. Se eu queria ir para a Grécia, precisava me movimentar: juntar dinheiro, entrar em contato com organizações, melhorar meu inglês, passar por processos seletivos, tirar o passaporte, pagar por isso tudo… Claro que o Senhor é poderoso para fazer milagres “assustadores”, mas, no geral, Ele nos capacita com o Espírito Santo para que sejamos capazes de agir em cada etapa pela qual precisamos passar para atingir nosso alvo final.

Para não me prolongar, concluo assim: dê o primeiro passo. Siga em direção ao que o Senhor planejou pra você, mas não carregue a ideia de que barreiras não surgirão. Se Ele quiser, elas serão transpostas; se Ele não quiser, você vai ser parado por uma circunstância externa (ou interna). Confiantes na soberania do nosso Salvador, podemos ter a certeza de que, de um jeito ou de outro, a vontade plena dEle será realizada. Que nossas vidas caminhem segundo os planos traçados pelo Pai. Não precisamos temer. Conforme está registrado no livro de Jó (42:2), bem sabemos que Ele TUDO PODE e NENHUM dos Seus propósitos pode ser impedido. Nossos caminhos podem apresentar barreiras, mas o propósito do Senhor é imparável, e não tem a ver apenas com as nossas vidas enquanto indivíduos, mas com a redenção da humanidade. Ele fará o que prometeu, independentemente dos meios que escolha para isso! Aleluia!

Isadora Bersot

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s