#Palavras do Pai

Morrer de tanto viver #301

Na última semana, sonhei com a morte de uma escritora que sigo nesta rede. Ela tem dois filhos: um recém-nascido, outro de dois anos.

A sensação de perda me invadiu por alguns dias; uma insegurança, uma instabilidade, não sei definir bem. Lembrei-me com frequência da finitude desta vida que tão (certa e) inesperadamente escapa.

Poucos dias depois, recebi a notícia do falecimento de uma companheira de missão que tinha condições semelhantes às da moça do meu sonho: tendo acabado de parir seu filho mais novo, deixou também um bebê mais velho de menos de 2 anos.

Lamentei profundamente. Chorei. Orei. Silenciei. Consolei e fui consolada. Experimentei (como fazemos mais vezes do que gostaríamos nesta vida) o paradoxo da caminhada cristã: morte e vida juntas. A morte terrena é a porta da vida eterna para os que creem no Filho de Deus. É a perda dos sentidos humanos que possibilita o conhecimento do que buscamos aqui: ver a face do Eterno Deus.

É a pior coisa que nos pode acontecer.
É, também, a melhor (vide foto abaixo).

Em parte, uma desgraça.
Em parte, uma bênção.

Difícil é viver.
Difícil é morrer.

Belo é viver.
Belo é morrer.

A morte já foi derrotada por Cristo. Em breve, o luto morrerá também!

Seguiremos chorando as perdas que nos assolam. Seguiremos sentindo como se pedaços tivessem sido arrancados de nós. Seguiremos sofrendo tanto que a morte, por vezes, parecerá melhor do que a vida. Mas temos o Deus Consolador! Não estamos sozinhos em nossos vales de dor, angústia e sofrimento.

Infelizmente, aqueles que amamos não são eternos do lado de cá da eternidade (nem nós). Mas as lágrimas são só para esta vida, como disse a @fabi_kossar. Na próxima, será tudo gozo. Alegria. Festa.

Essa irmã em Cristo de que falei há pouco viveu para a glória de Deus, por isso morreu vazia. Façamos o mesmo. O que nos espera do lado de lá é melhor do que nossos olhos podem ver e do que a nossa mente é capaz de imaginar.

Aqueles que creram em Cristo Jesus e já se foram desfrutam hoje de uma satisfação incalculável! Que sejamos, então, consolados pela certeza da alegria vindoura, para nós, mas permanente, para os nossos amados que se foram.

Como Igreja de Deus, povo da Palavra, sigamos crendo no que a Bíblia diz: estar com Jesus Cristo “é incomparavelmente melhor” (Filipenses 1.23); “preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos” (Salmo 116.15); “bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem de suas lutas e trabalhos, porquanto as suas obras os acompanham” (Apocalipse 14.1).

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s