#Palavras do Pai

Feminista, eu? #259

FEMINISTA, EU? #259 Até agora, este foi o texto mais difícil que já escrevi. Tirou meu sono e me fez rolar algumas madrugadas na cama lotando o bloco de notas com insights. Cogitei não postar inúmeras vezes, mas me senti tão fortemente impulsionada que não resisti. Agradeço, de antemão, a cada amiga que leu, criticou, opinou e me encorajou antes que viesse a público desta forma. Falar de temas tão pulsantes e caros à cultura é sempre desafiador. Mas bem, está aí. Como disse Pilatos: “O que escrevi, escrevi.” (João 19:22)