#Palavras do Pai

O desafio do salmo primeiro #59

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Salmos 1:1,2

Ao lermos essa palavra, o orgulho cautelosamente bate a nossa porta. Olhamos pelo olho mágico a quem pertencem as batidas, mas achamos seguro o suficiente deixá-lo entrar. E vamos dando espaço em nossa mente e coração. Somos justos. Seguimos os mandamentos. Os ímpios estão distantes, trilhamos o caminho da luz e estamos longe dos escarnecedores. Ótimo. Podemos nos considerar bem-aventurados.

Mas aí quando estufamos nosso peito, somos abatidos por Sua correção. Meditamos nas escrituras (não de dia e de noite, mas algumas poucas vezes na semana, se muito), mas o prazer se foi há muito tempo. E se não há prazer na lei do Senhor, não há bem-aventurança que seja alcançada seguindo os passos deste homem citado no versículo 1. 

Acordamos atualizando nossas redes sociais, mas não temos entusiasmo algum em ler a bíblia. Pelo contrário, se deixamos de fazer já temos uma resposta na ponta da língua: “o dia foi corrido, não tive tempo”. Se você tem prazer em algo, se vira em 30, mas faz! Comemos, dormimos, conversamos com amigos… TODOS os dias. Mas pra Deus estamos sempre ocupados.

Meditamos porque temos prazer. Temos prazer porque meditamos. Que Deus restaure em nós o prazer em ouvir palavras vindas da Sua boca (escrita) diariamente.

(Isadora Bersot)

PTG_logo2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s