#Palavras do Pai

O livro da esperança #207

Preciso reforçar aqui que a Bíblia é o livro mais sensacional que existe. Além de relatar o passado, expondo males de sociedades antigas, ela também aponta para o futuro, apresentando a nós o que virá.

Importa fazer uma observação aqui: expor não é incentivar! Não é porque a Bíblia narra sobre estupro, incesto, assassinato, adultério e outros pecados que ela está incentivando atos como esses. Até porque, se assim fosse, nossos jornais seriam os maiores incentivadores dos mesmos crimes, como temos visto tão frequentemente a cada ano que passa.

Jesus cumpriu toda a lei nele mesmo. As profecias do Antigo Testamento que apontavam para o Messias foram realizadas plenamente. Ou seja: o que a Bíblia conta do passado e cumpre no futuro aponta pra gente um caminho de segurança! Ela é o LIVRO DA ESPERANÇA. Podemos confiar que o passado comprova a confiabilidade de Cristo e, o futuro de suas promessas, Sua credibilidade. É por isso que o cristão, mesmo abatido, cansado, atribulado e perseguido consegue adorar ao Pai, ser feliz em meio a perseguição, e não desistir diante das provas que enfrenta. Ele conhece o bom Pastor!

Mais do que uma coincidência, a providência divina me permitiu que, enquanto eu escrevesse esse texto, o Antônio Carlos Costa (teólogo, escritor, jornalista, pastor e fundador da ONG Rio de Paz), a quem amo e admiro, postasse uma síntese referente ao que eu gostaria de dizer.

O mundo caminha mal por vários fatores. Isso é claro. TODOS eles, em absoluto, têm relação com o pecado do homem não-regenerado. Os relatos bíblicos da chamada de Jesus aos seus discípulos, por exemplo, narra coisas impressionantes. Foram escolhidos Pedro, conhecido por negá-Lo; Judas, por traí-Lo. Paulo, posteriormente, um perseguidor dos cristãos. Que tipo de líder chamaria um povo tão diverso e pecador pra perto de si? Somente Cristo!

O poder de transformação do Evangelho segue sendo o maior do mundo. Nem todas as ameaças já feitas, que apontavam o desaparecimento do Cristianismo, o fizeram desaparecer. Ao contrário: arrebanha fiéis em todo espaço e tempo, especialmente nos países que sofrem violenta perseguição religiosa. Não há como fugir. O mundo caído carece da Graça divina como alívio para as enfermidades da alma. Nem toda ciência e psicologia humana podem reduzir os danos causados pelo que se explica e comprova por meio do Cristianismo (em específico. Nenhuma outra religião tem esse poder, concedido por meio do Evangelho de Cristo).

O que posso concluir? Que há, APENAS no EVANGELHO, a esperança para vida nesses dias maus. E para cada um de nós, pecadores, que podemos ser santificados mediante o sacrifício de Jesus. O afastamento do Cristianismo, de fato, faz escoar toda esperança na humanidade. Só os que foram abastecidos previamente com a Eternidade em seus corações (Ec 3:11) podem plantar essa mesma esperança nos de quem os cerca.

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s