#Palavras do Pai

O mal do século

acomodados

Vivemos em um mundo ágil e dinâmico, característico dos tempos modernos. O tempo passa cada dia mais depressa e quase nos falta para cumprir tantos compromissos, cuja tendência é só aumentarem. Corremos de um lado pro outro na vã tentativa de resolvermos nossos problemas instantaneamente.

Nesse mundo meio doido, precisamos de um momento de paz, de descanso pra alma, mente e coração. Em meio a nossa agitação diária, precisamos conversar de tempos em tempos com o Príncipe da Paz.

É engraçado ver que nos desdobramos em mil para cumprirmos compromissos, estabelecermos horários ou batermos metas para o nosso benefício, mas que deixamos de lado o Reino de Deus. Sim, o Reino. Aquele que deveria ser a nossa principal busca e que ‘garantiria’ todo o restante das nossas necessidades (Mateus 6:36). Que garantiria tudo aquilo que você tenta conquistar na força do seu braço.

Não tem nada mais comum do que encontrar gente atarefada no mundo mas acomodada na Igreja. Não me refiro a instituição religiosa a qual você frequenta, me refiro a você. Sim, a você mesmo.

Tem muita gente que chega na sala do Pai se jogando no sofá ao invés de se jogar nos Seus braços. Gente que se ilude achando que o conforto de onde senta será eterno, esquecendo de pedir consolo constante nas tribulações. Esquecendo de pedir a paz daquele que é Príncipe. A agilidade do século trouxe o comodismo pra Igreja. Dispensamos todas as nossas energias para trabalhar, estudar, arrumar a casa… Nossa, são tantas coisas, não é mesmo?! O resultado disso é: nos acomodamos na busca diária. Deus não entende o seu cansaço! Digo isso porque o cansaço nunca te impediu de trabalhar, mas te impede frequentemente de cultuar a Deus. Seus compromissos mal te deixam respirar, mas você prefere perder um pouco de ar a tirar um tempo pra sua comunhão.

Quais tem sido as suas prioridades? Elas andam beeeem invertidas nos dias de hoje. Deus é o nosso provedor, aquele que supre as nossas necessidades e tem pra nós muito mais do que pedimos ou pensamos. Enquanto você quer fazer tudo pelo seu próprio braço e parece que continua andando em círculos, tem um Deus só te observando e dizendo: Não entregou isso nas minhas mãos ainda porque?

Se não gostamos de perder o controle nem jogando video-game, vá lá na vida. Nós queremos sempre ter o controle de tudo. Confiamos muito na força do nosso braço, nos nossos talentos, nos nossos dons, no nosso chefe, no nosso amigo, mas quando trata-se de Deus, a coisa muda de figura. Gente que se diz cheia de fé não consegue simplesmente descansar nEle. Larga a corda, queridão! Deixa nas mãos do Pai. Seus esforços nesse mundo de nada valem se não são utilidade pro Reino!

Isso aqui passa! Um dia você vai morrer e vai viver a eternidade no céu (AMÉM! hehe). Lá seus compromissos pessoais não terão importância se não tiverem alinhados aos seus compromissos celestiais. Você e eu temos uma missão nessa terra, Ele nos criou com um propósito. Viva para cumpri-lo! Abra mão do que for necessário na Terra para que futuramente não se dê conta de que abriu mão do Céu (Marcos 9:36).

Que Deus gere em nosso coração um incômodo profundo, para que nos tornemos menos acomodados e mais inconformados para o Reino.

Paz de Cristo!

(Isadora Bersot)

2 comentários em “O mal do século”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s