#Palavras do Pai

O que vem depois

Já falei inúmeras vezes aqui sobre o pecado, mas hoje queria abordar um outro lado do assunto. Prometo tentar ser breve dessa vez rs

Pois bem, sabemos o que é pecado. Sabemos também que todo ato, bom ou ruim, gera consequências. O pecado é, superficialmente falando, algum ato (seja ele falado, pensado, visto, escrito, etc) que vai contra aquilo que Deus nos ensina ou nos dá como exemplo.

O pecado, como todo ato bom ou ruim, também gera consequências, muitas vezes desastrosas. Essas consequências são “o que vem depois” de todo ato carnalmente prazeroso. O que tenho observado por esses dias é que muitos tem se sentido envergonhados. Não pelos seus pecados, mas pela consequência deles. O que isso quer dizer então? Que se o pecado não gerasse consequências, ele não geraria nenhum sentimento de culpa/vergonha/remorso em ninguém, o que logo, não levaria ninguém ao arrependimento.

O pecado tem sido jogado pra dentro do tapete, escondido dos olhos humanos, mas, sem arrependimento, continuam vistos pelos olhos de Deus. O que quero dizer é: as pessoas tem se envergonhado pelas consequências, quando na verdade o que deveria fazê-las senti-las culpadas e necessitadas das misericórdias de Cristo é o próprio pecado.

Gostaria de reforçar aqui uma coisa: pecado nenhum é suficientemente grande para te impedir de receber o amor nem a graça do Pai. Entenda isso. Mas sem o arrependimento, você estará se afastando de Deus.

Hey!! Acorda! Existe uma frase que diz: “O diabo não pode te acusar por aquilo que Deus já te perdoou.” Na verdade, o que ele mais faz é isso. O tempo todo o maligno traz a nossa mente lembranças que, para Deus, já foram jogadas no mar do esquecimento faz tempo. Isso é pra nos trazer o sentimento de imundícia. Sim, somos pecadores e diante da santidade de Deus é impossível nos sentirmos limpos, mas a palavra diz que Ele nos faz alvos como a neve, então, SIM TAMBÉM, perante o arrependimento e perdão de Deus, somos santificados dia após dia.

Finalizando… o que deve gerar em nós o arrependimento não é a consequência, mas o pecado em si. O que vem depois não é nada agradável, e traz frutos de morte.

(Isadora Bersot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s